“Cresça 1% ao dia”, de Fernão Battistoni tem noite de autógrafos dia 13/11

cresça

“Cresça 1% ao dia”: Quebrem as correntes do seu pensamento e quebrarão as correntes do corpo

Empreendedor, Investidor Anjo, Palestrante. Apaixonado por inovação, startups e pessoas. Aos 23 anos pediu demissão do mundo corporativo para dedicar sua carreira ao empreendedorismo! Cinco anos depois vendeu sua parte na empresa em que era sócio fundador e em 2011, fez seu primeiro investimento anjo e desde então se envolveu no ecossistema de startups. Aos 37 anos, é considerado pela “Business for Home” um dos 100 maiores líderes do mundo dentro do segmento, atingindo seu primeiro milhão de dólares aos 29 anos. Essa é a história de Fernão Battistoni e ele conta tudo isso em “Cresça 1% ao dia”.

Fernão revela que sua história começou antes mesmo dele nascer, com a escolha de seu nome! Fascinados com a gaivota do livro “Fernão Capelo Gaivota”, seus pais decidiram que um dia teriam um filho chamado Fernão e durante o período escolar, seus amigos o chamavam de “Fersim”, faziam piada na tentativa de tornar seu nome mais positivo. “Este livro foi escrito por um cara que está habituado a ouvir não. Meu nome é Fernão. E aposto que ninguém recebeu mais nãos do que eu. Na escola meus amigos até faziam piada, mudando meu nome para “Fersim”. Antes de engravidar de mim, minha mãe leu essa fábula, que trata de uma gaivota com dificuldade em fazer as mesmas coisas que o bando fazia, e ficou encantada com o voo e a busca da personagem. Depois, assistiu ao filme e pensou em batizar o filho de Fernão pelo significado que o nome trazia. Ali ela teve certeza de que ele era inspirador e cheio de significado”.

Com o tempo, Fernão descobriu que o nome não era a única semelhança entre eles. O Fernão do livro não queria ser igual a todo mundo. Queria voar, ser livre, fazer da vida uma novidade constante. “Assim como aquela gaivota, desde criança procurei minha liberdade e sempre desejei alçar voos cada vez mais altos. Descobri então, que ninguém é livre se não tiver controle do próprio tempo. Compreendi que fazer aquilo que se ama é liberdade e amar aquilo que se faz é felicidade. Havia uma certa magia em ser diferente, em querer fazer as coisas de um jeito próprio”.

Na obra, o autor revela que durante muito tempo em sua vida, viveu para pagar contas mesmo sabendo que podia muito mais. Fernão explica que o ponto-chave de sua libertação foi perceber que, mesmo que a jornada de alguns pudesse parecer distante da minha, bastava me dedicar pouco a pouco a crescer – mais precisamente, 1% ao dia. “Se estivermos dispostos a aprender apenas 1% ao dia, praticando aos poucos aquilo que aprendemos, deixando para trás a lógica de querer saber sempre mais sem nunca colocar nada em prática, conseguimos crescer de forma constante. Tudo é uma construção contínua, sempre buscando o equilíbrio entre informação e aprendizado, um passo de cada vez”.

Para Fernão, a missão do livro é mostrar para o leitor que pode fazer qualquer coisa que quiser através de lições diárias e novos hábitos. “Na minha jornada, busquei pessoas inspiradoras para dar uma injeção de ânimo na minha evolução diária. A partir das lições que aprendi, criei hábitos que mudaram minha vida – e que também compartilho com você aqui. Quando você vê o sucesso de cada um desses personagens, percebe que as pessoas e os resultados são diferentes, mas o caminho é um só. O sucesso deixa rastro, e é só seguir estas pistas para ser bem-sucedido”.

Você sabia que dá para se informar e ajudar a alimentar diversas crianças? Sim, é possível! Toda a renda arrecadada com a venda será revertida para uma causa social comprometida a cuidar de crianças carentes da comunidade de Paraisópolis, em São Paulo.

Que estas lições diárias enriqueçam a sua mente e você cresça 1% ao dia!

Serviço:

“Cresça 1% ao dia”

Autor: Fernão Battistoni

Selo: Buzz Editora

Noite de autógrafos: Livraria Saraiva – Shopping Pátio Paulista
Data: 13/11
Horário: 19h

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*